E o legado? - Reflexões de uma jovem sobre a vida de William Borden

01/11/2018 12:00:00


Este é o quarto texto de uma série de artigos reflexivos sobre a vida de William Borden. Leia nossa série sobre a história de quem foi este homem aqui. 
“É muito bom quando eu posso ter exemplos para os quais olhar. William Borden e sua vida certamente me inspirarão pelo resto dos meus dias. 
Meu amigo William viveu ‘como se não houvesse amanhã’, ou seja, intensamente.
Viveu sem reservas o tanto de energia que o Senhor lhe deu, sem saber quando seus dias cessariam. 

My ImageAo concluir o seminário, William decidiu se preparar para ir à China estudando primeiramente o árabe no Norte da África. 
Como lemos aqui, sua Bíblia recebeu a terceira frase: “No regret”. Sua mãe a encontrou quando recolheu os pertences do seu filho no Egito, após sua morte. 

Aliás, é bom pensarmos na morte, como lemos em Eclesiastes: 

“Melhor é ir à casa onde há luto do que ir a casa onde há banquete.
Eclesiastes 7:2 

Ao pensar na brevidade desta vida, eu sempre penso como será após minha morte, o que as pessoas falarão de mim. Acredito que há virtude nisso. 
Estamos falando, em pleno século XXI, sobre a vida de um homem que viveu de 1887 a 1913, há mais de cem anos. O legado que Borden deixou abençoa a nossa vida hoje. 

Me lembro da história da mulher que derramou seu perfume caríssimo sobre Jesus, como expressão do seu amor e gratidão. Ao ser indagado pelos discípulos sobre o perfume ter sido gasto naquela ação, Jesus diz que a história dela seria contada onde quer que o evangelho fosse anunciado. 

Mas isso não aconteceu porque ela pensava no seu legado. Para a mulher pecadora, o coração estava todo dedicado a Jesus naquele instante e para William Borden, sua mente estava na intensidade de se dedicar ao chamado de Deus e às pessoas que ele abençoaria na China, sendo instrumento dEle também lá. 

O perigo de pensarmos no legado, creio eu, é vivermos pensando no que os outros dirão a nosso respeito. Mas vejo em Borden alguém que não tinha o coração nisso: ele estava focado no que Deus pensava sobre ele. 

Que aprendamos e sejamos também assim: vivamos o hoje intensamente para o Deus que tudo vê e que tem um plano para nossa vida.

De uma jovem aprendendo a dar todo o perfume a Jesus."

Quantas preciosas lições nós aprendemos até aqui... E você? O que achou de nossa série sobre o jovem William?

Não deixe de compartilhar e, principalmente, viver o hoje que Deus tem para você.